Novas Recargas

Controlo de Portes

ok

Carrinho de Compras

Seu carrinho de compras está vazio.Adicionar produto
Seu carrinho de compras está vazio.

Área de Cliente

Newsletter

Email:


Registo/Login



Enviar por E-mail

GLOW ® comenta posição do Infarmed sobre uso de Cigarros Electrónicos em Portugal.

Na sequência do parecer emitido recentemente pela autoridade nacional do medicamento ( Infarmed ) através de uma circular publicada no site oficial, onde se desaconselha o uso dos cigarros electrónicos alegando que estes dispositivos, tal como os cigarros convencionais, podem induzir dependência, a GLOW marca portuguesa líder na comercialização de cigarros electrónicos, vem por este meio manifestar o seu desagrado com o parecer emitido pelo Infarmed sobre o uso dos cigarros electrónicos. Em resposta a GLOW informa que não promove nem nunca promoveu os seus produtos como meio de cessação tabágica, pelo que o parecer emitido pela entidade não se aplicará por isso a nenhum dos seus produtos.

O nosso website desaconselha o uso do cigarro electrónico a pessoas que pretendam utilizar este dispositivo como meio para ajudar a deixar de fumar, que não tenham por hábito fumar ou a menores  de idade.

Mais uma vez a GLOW sublinha que o seu e qualquer outro cigarro electrónico à venda no mercado deve ser utilizado única e exclusivamente como alternativa ao uso do tabaco, e não como meio para ajudar a deixar de fumar. Os cigarros electrónicos deverão ser vistos pelos seus utilizadores como uma opção menos prejudicial de ingerir nicotina, uma vez que têm a vantagem de não conter alcatrão, tabaco, monóxido de carbono nem os mais de 4000 químicos e carcinogénicos existentes num cigarro convencional.

A GLOW lamenta no entanto o facto de algumas marcas promoverem produtos de cigarros electrónico alegando a sua eeficácia na cessação tabágica, o que poderá ter levado o Infarmed a tomar uma posição sobre esta matéria. A entidade é responsável por regulamentar medicamentos em Portugal e ainda não existe qualquer enquadramento do cigarro electrónico enquanto medicamento.

A Glowtech, empresa responsável pela comerciallização e distribuição de cigarros electrónicos em Portugal alega nunca ter sido contactada pelo Infarmed por forma a obter mais informação dos seus produtos.

A marca é detentora de certificados SGS, Rohs, CE e revela ter obtido recentemente o certificado ISO22000 (food safety management system) , que salienta aspectos de boas práticas de produção e testes de grande impacto na qualidade dos produtos, que mais uma vez vem demonstrar a seriedade e solidez desta marca Portuguesa na comercialização de cigarros electrónicos em Portugal.

 

Marca líder de Cigarros Electrónicos contesta posição do Infarmed