Novas Recargas

Controlo de Portes

ok

Carrinho de Compras

Seu carrinho de compras está vazio.Adicionar produto
Seu carrinho de compras está vazio.

Área de Cliente

Newsletter

Email:


Registo/Login



Enviar por E-mail

O Propilenoglicol nas Recargas do Cigarro Electrónico.

O Propilenoglicol é um composto orgânico que resulta da da oxidação do propilene com a água e é um dos componentes do líquido das recargas dos Cigarros Electrónicos.

Este composto orgânico é utilizado à mais de 5 décadas, tem tido uma reputação inabalável na sua segurança e é hoje em dia muito utilizado numa vasta gama de produtos que consumimos ou usamos diariamente.


O Propilenoglicol é usado dos seguintes modos:

  • Como um hidratante em medicamentos, cosméticos, alimentos, pasta de dentes e produtos do tabaco;
  • Nos cigarros electrónicos para produzir o vapor;
  • Como um lubrificante médico e sexual;
  • Como um solvente para corantes e aromas em produtos alimentícios;
  • Como um transportador em óleos perfumados;
  • Como um solvente usado em produtos químicos para fotografia;
  • Em loções desinfectantes para as mãos.

O líquido das recargas do GLOW detêm uma certificação SGS  e é fabricado de acordo com o regulamento (EC) Nr. 1907/2006 e directiva da UE 1999/45/EC , 67/548/ECC .



De acordo com o Site Oficial do Propilenoglicol, este composto químico é já usado à mais de 50 anos e a sua segurança nunca foi posta em causa, mesmo quando a sua utilização é feita em comida ou seus derivados, cosméticos, produtos farmacêuticos, etc.

Segundo esta fonte, estudos já comprovaram que o Propilenoglicol tem um nível de toxicidade muito baixo. No corpo humano, o Propilenoglicol é rapidamente convertido em ácido láctico, numa forma idêntica à absorção do açúcar (energia) pelos músculos durante o exercício físico.

No que diz respeito ao meio ambiente, estudos já provaram que o Propilenoglicol não é persistente nem bio-acumulável – é biodegradável.

Oficialmente não existe nenhuma classificação que identifique o Propilenoglicol como perigoso e não é mencionado “negativamente” por nenhum pais da Comunidade Europeia.

Para mais informações sobre este tema consulte:
- Ekipédia
- Site Oficial