Carrinho de Compras

Seu carrinho de compras está vazio.Adicionar produto
Seu carrinho de compras está vazio.

Área de Cliente

Newsletter

Email:


Registo/Login



Enviar por E-mail

"Experimente Cigarros Electrónicos sem fumo" é a proposta do governo britânico.

Últimas notícias sobre cigarros electrónicos em InglaterraO governo britânco encoraja o uso de cigarros electrónicos "cigarros sem fumo" por forma a reduzir o número de mortes relacionadas com o fumo do tabaco.

O gabinete do governo responsável pela iniciativa quer adoptar esta nova tecnologia, alegando  acreditar que as campanhas actuais "PARE DE FUMAR OU MORRA” já não se demonstram eficazes  nos dias de hoje, propondo assim o uso dos cigarros electrónicos acreditando que estes dispositivos poderão ajudar a controlar a ingestão de nicotina para ajudar os fumadores a deixar o vício de fumar e evitar assim milhares de mortes todos os anos. Existem cerca de dez milhões de fumadores  actualmente no Reino Unido e estima-se que doenças relacionadas com o uso do tabaco matem todos os anos cerca de oitenta mil pessoas no país.

Para além de encorajar o uso do cigarro electrónico, o relatório anual publicado esta 5ª feiras pelo gabinete, menciona outras propostas e estratégias que poderão ser implementadas e que poderão ajudar a salvar a vida de milhares de pessoas por ano.

Para além do cigarro electrónico, o gabinete pretende explorar novos produtos e encorajar o uso de produtos que permitam a ingestão de nicotina sem os mortíferos milhares de químicos e carcinogénicos que contêm os cigarros tradicionais. Acreditam ser muito mais fácil de substituir um comportamento idêntido do que extringuir o hábito de uma vida - "(...) o exemplo disso foi a rápida mudança da gasolina com chumbo para gasolina sem chumbo. Com esta medida existe potencial para salvar a vida de 10.000 pessoas por ano, se puderem ser desenvolvidos produtos seguros que permitam a ingestão de nicotina e que sejam suficientemente eficazes para manter as pessoas afastadas dos cigarros convencionais."

Peritos já terão inclusive informado o governo do Reino Unido que a nicotina existente nos cigarros eléctricos sem fumo não será mais prejudicial do que a cafeína de um café. Uma fonte do gabinete disse: "Alguns países proibiram os cigarros electrónicos; nós pensamos que isso é um erro".

A tomada de posição por parte do governo britânco foi comentada pelo professor de epidemiologia na Universidade de Nottingham, que revelou ao jornal The Guardian:

"Se um fabricante de cigarros electrónicos alegar benefícios para a saúde por forma a promover os seus produtos, então poderá estar a contribuir para que o cigarro electrónico seja visto como uma droga (...) o que pedimos é um mudança na regulamentação para trazer todos os produtos de nicotina a um "regime leve" e permita a venda em tabacarias deste tipo de produtos de forma segura e com um razoável controlo de qualidade".

Fonte: The Guardian